Depois da nota bom atribuída ao pavilhão de Luanda, palco principal da Copa do Mundo em hóquei em patins, em Setembro, pelo presidente do Comité Internacional de Rink Hockey (CIRH), Haros Strucksberg, hoje é dia de inspeção do recinto do Namibe.

A delegação do CIRH e do Comité organizador do mundial seguem às 7 horas para a província do litoral de Angola onde vai verificar os avanços das obras quer do pavilhão como dos hotéis, desde a última visita realizada em Janeiro deste ano com o mesmo objectivo.

Dado certo é que segunda-feira em declarações à imprensa, após minuciosa visita guiada ao Arena de Luanda, o alemão mostrou-se satisfeito nestes termos «Para mim o trabalho está com um grande avanço e penso que este é um dos maiores e modernos pavilhões que já vi a ser construído desde que estou a frente do CIRH».

Quanto ao Namibe, o comité organizador do mundial (COHOQUEI) não tem dúvidas de que a infraestrutura será entregue em Julho próximo como previsto, não havendo a mesma certeza quanto ao cumprimento dos prazos relativamente aos hotéis.

Os hotéis selecionadas para albergar atletas, dirigentes e oficiais do CIRH, designadamente Chik-Chik, Infortur e AAA estão em fase finais das obras, além de outras unidades que poderão servir de alternativa.

Está em construção no Namibe um hotel de quatro estrelas cuja conclusão prevê-se para 15 de Agosto, que juntando-se ao Chik-Chik responde à exigência da organização hoquística mundial de 200 quartos mínimo para a cidade albergar duas das quatro séries do campeonato.

Em meio a tudo isso, o único dado certo, de acordo com o COHOQUEI, é que Namibe será mesmo um dos palcos do primeiro mundial em África, restando por definir com os membros do CIRH se com uma ou duas séries.

O Campeonato do Mundo será disputado de 20 a 28 de Setembro.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.