Portugal enfrenta hoje um duplo confronto com a França, na estreia no Mundial de hóquei em patins de 2022, no qual procura revalidar o título no setor masculino e sonha erguer pela primeira vez o troféu no feminino.

A equipa masculina começa a defrontar a congénere francesa a partir das 22:45 (hora de Lisboa), na estreia na competição, integrada pela terceira vez nos Jogos Mundiais (World Roller Games), adiados de 2021 para 2022 devido à pandemia de covid-19, que decorre na cidade argentina de San Juan, entre hoje e 13 de novembro.

Campeão em título, conquistado em Barcelona, em 2019, após um jejum de 16 anos, Portugal vai tentar a renovação do troféu, que conquistou por 16 vezes em 44 edições e assim igualar os 17 títulos da Espanha, atual bicampeã europeia.

Portugal, inserido no grupo A, inicia a defesa do título frente à quarta classificada no último Mundial e vice-campeã europeia, na final perdida no prolongamento para a Espanha (2-1), após o que defronta a Itália (terça-feira) e o Chile (quarta-feira).

O grupo B é composto pelas seleções da Argentina, vice-campeã mundial na final perdida no desempate por grandes penalidades para Portugal (2-1), num jogo em que se destacou o guarda-redes Ângelo Girão, Espanha, Angola e Moçambique.

A seleção feminina vai disputar a 16.ª edição do Campeonato do Mundo com o sonho de conquistar o primeiro título, mas, acima de tudo, o objetivo de melhorar o quinto lugar alcançado na anterior edição, em Barcelona (Espanha).

Portugal, que perdeu todas as quatro finais do Mundial disputadas, defronta a França a partir das 15:00 (hora de Lisboa), medindo depois forças no grupo A com a Espanha, tricampeã em exercício e detentora de um recorde de sete títulos, na terça-feira, e o Chile, na quarta-feira.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.