Renato Garrido não escondeu a sua indignação após a eliminação da Oliveirense na Liga Europeia de hóquei em patins frente ao Benfica. No final do jogo, o técnico do conjunto de Oliveira de Azeméis acusou o Benfica de fazer pressão para que o árbitro recuasse na validação de um golo da Oliveirense quando o jogo ainda estava em 2-1.

"Desta vez não vou ficar calado", começou por dizer o técnico da Oliveirense, referindo-se a um golo invalidado a Jorge Silva que valeria o empate a 2-2 quando faltavam quatro minutos para o apito final.

"A Oliveirense é permanentemente prejudicada nas grandes decisões. Filippo Fronte aponta para o centro, validando o golo, depois o Benfica pressiona, e sem consultar o colega, invalida. Isto é textual, não é para criar qualquer tipo de polémica", acrescentou o técnico da Oliveirense.

"Não nos escudamos na arbitragem, porque também temos responsabilidades, nomeadamente no jogo em casa, mas sem dúvida que a arbitragem comprometeu a época. As pessoas que andam no hóquei deviam pôr a mão na consciência, porque quantos mais clubes com equipas de qualidade disputarem títulos melhor para a modalidade", frisou Renato Garrido.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.