O Sporting estreou-se com uma vitória por 5-2 sobre o Reus na Liga Europeia de hóquei em patins, prova na qual defende o título de campeão europeu, conquistado em 2018/2019, depois de a prova ter sido cancelada em 2019/20 devido à COVID-19.

No Pavilhão Municipal do Luso, na Mealhada, onde a edição 2020/21 da prova decorre, os leões, em partida do Grupo B da competição, abriram o marcador por intermédio de Toni Pérez, com João Souto a fazer o 2-0. Ainda antes do intervalo, Àlex Rodríguez reduziu para 2-1 para o conjunto espanhol, de penálti, mas Ferran Font, na transformação de um livre direto, aumentou a vantagem leonina.

No segundo tempo, Àlex Rodríguez, também de livre direto, bisou e voltou a reduzir para o Reus, mas golos de Telmo Pinto e Gonzalo Romero elevaram para 5-2. Já perto do fim, Pablo Nájera voltou a marcar para a formação espanhola, fixando o resultado final em 5-3.

O Sporting coloca-se assim em boa posição para seguir para a final four da Liga Europeia, agendada também para Pavilhão Municipal do Luso, a 15 e 16 de maio. A turma leonina volta a entrar em campo no domingo, pelas 17h00, frente à UD Oliveirense.

Para a final four apuram-se os vencedores dos três grupos desta fase, juntamente com o melhor segundo classificado. Antes, já o FC Porto tinha também, em partida do Grupo A, levado a melhor noutro duelo ibérico, batendo o Nóia por 7-4.

REAÇÕES

Jordi Garcia (treinador do Reus): “Parabéns para o Sporting, fez um jogo muito bom e inteligente. Quero felicitar os meus jogadores, fizeram um excelente jogo, demonstraram que o escudo que levam na camisola é um orgulho e demonstraram que jogam com o coração. É uma derrota dura, vínhamos com intenção de ganhar o jogo.

Não começámos bem, nos primeiros 15 minutos o Sporting foi superior e impôs o ritmo, acomodamo-nos atrás, não estávamos bem à defesa e ao ataque. É muito difícil jogar contra o Sporting quando está na frente do marcador, tem uma excelente rotação de oito jogadores. Depois do 3-2, a faltar 15 minutos, com bola parada a nosso favor foi um momento determinante.

Se tivéssemos empatado, conseguíamos iniciar uma segunda fase do jogo que era o que queríamos, chegar ao final com um resultado ajustado, mas depois penso que as decisões de arbitragem não nos ajudaram e o Sporting fez os seus golos.

Estão aqui as melhores equipas, os jogadores e treinadores exigem um nível alto da arbitragem, há muito contacto, os jogadores às vezes exageram quando sofrem faltas. Um jogo deste nível é normal que haja muito contacto e faltas, depende do critério dos árbitros. É difícil ter um árbitro espanhol e outro português porque não estão habituados.

A equipa vai recuperar, sábado temos um jogo contra uma grande equipa [Oliveirense] e vamos com intenções de ganhar o jogo para chegar ao melhor segundo lugar.

Pablo Nájera (jogador do Reus): “Estão aqui as melhores equipas do mundo. Temos que felicitar o Sporting, a nossa equipa é muito unida, vamos levantar-nos e sábado vamos tentar ganhar [contra a Oliveirense].

Vai ser o primeiro jogo da Oliveirense, já estamos mais habituados à pista e temos menos ansiedade e nervos. Precisamos de ter a lição bem estudada, é uma grande equipa com muitos bons jogadores, mas nós vamos lutar para ganhar”.

Paulo Freitas (treinador do Sporting): “Fomos uma equipa melhor na fase inicial da partida e acabámos por ser melhores na primeira parte. Tivemos mais posse de bola, isso entrou no que era a nossa expetativa da equipa do Reus, uma equipa a jogar na transição, no erro do Sporting e paciente no processo ofensivo. O que tínhamos de fazer relativamente as ações complicadas do Reus, fizemos bem.

Na primeira parte o resultado é justo e poderíamos ter saído ainda mais por cima. Na segunda parte não entrámos bem, não demos profundidade ao jogo, concentramos muito na zona de construção e tivemos problemas na saída. O Reus ia subindo as linhas e colocando-nos mais dificuldades. Conseguimos corrigir isso e ir para cima do Reus com algumas movimentações que poderiam penalizar a equipa adversária. No geral a vitória assenta bem à nossa equipa.

Estamos a falar de uma competição diferente da que estamos habituados. São dois jogos, 50% do trabalho está feito. A nossa preocupação é recuperar jogadores e no domingo estarmos aqui para lutar pelos três pontos [contra a Oliveirense].

Foi uma arbitragem que cometeu erros para os dois lados, mas não teve influência no resultado. O respeito que tenho pelo Jordi [Garcia] não me permite fazer qualquer comentário ao que ele tenha dito sobre a arbitragem."

Gonzalo Romero (jogador do Sporting): “É uma vitória muito importante para a confiança da equipa e de todos. Temos que pensar em recuperar para domingo, estamos tranquilos para já e queremos preparar-nos para nova batalha.

Conhecemos a Oliveirense, mas nesta competição não é por aí. Todos os jogos são finais. Vai ser um jogo muito difícil, mas vamos com as nossas armas e conquistar os três pontos.

[Voltar à competição] Estas sensações são lindas, tivemos êxito há um ano meio e é lindo voltar a competir nesta equipa. É uma sensação única que se sente, esta ansiedade de voltar a competir. Fomos uma equipa alegre e a vitória é justa".

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.