O treinador da Oliveirense, Tó Neves, que encerrou hoje a sua carreira como jogador, afirmou que a conquista da Taça de Portugal de Hóquei em Patins foi «um sonho bonito» de que não estava à espera.

«Foi um prémio que não contava. Se sonhasse, não conseguiria ter um sonho tão bonito como este», afirmou o jogador/treinador da equipa de Oliveira de Azeméis após a conquista da 37.ª edição da Taça de Portugal.

Tó Neves, de 45 anos, vai ser o próximo técnico do FC Porto, mas hoje não quis falar disso, alegando com o respeito que tem pelas pessoas de Oliveira de Azeméis.

«Estou ao serviço da Oliveirense e é importante a ligação a um clube onde é mais difícil conquistar títulos. Estou muito feliz por isso e agora o meu pensamento é comemorar este título com esta gente», realçou, após levar a Oliveirense à conquista da Taça de Portugal pela segunda vez na sua história.

Falou ainda da sua decisão de arrumar os patins, que foi «bem pensada» e acontece após ganhar a nona Taça de Portugal como jogador e a primeira como treinador.

Por sua vez, o treinador do Candelária, Carlos Dantas, não demonstrou qualquer sentimento de frustração por ter perdido esta final, por 5-2.

«Esta derrota não é frustrante, uma vez que o Candelária chegou à final, numa época em que ganhou o ‘grupo da morte’ na Liga Europeia», começou por dizer o técnico.

Satisfeito com os seus jogadores, não os condenou, e sublinhou que a derrota só aconteceu após a sua equipa ter sofrido os terceiro e quarto golos.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.