A Agência Antidopagem da China (CHINADA) anunciou hoje que entre janeiro e dezembro deste ano detetou 63 casos positivos de doping em atletas do país, num universo de 17.000 análises realizadas.

A CHINADA indica que o número de casos positivos representa um aumento de 50% em relação ao mesmo período de 2016, mas refere que o número de análises cresceu 40%.

A agência indicou também que foram detetadas seis irregularidades distintas do consumo de doping, relacionadas com o passaporte biológico e a informação sobre localização para realização de controlos fora da competição.

No total, a CHINADA registou, até novembro, 109 casos positivos em humanos e cinco em cavalos, mas mais de meia centena acusaram clembuterol, substância que se encontra em alimentos adulterados, e não foram punidos.

A CHINADA referiu que durante este ano prestou especial atenção à educação e prevenção, com o desenvolvimento de programas informativos dirigidos a mais de 100.000 desportistas, treinadores e adeptos.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.