A Associação Provincial de Taekwondo da Huíla vai priorizar, para os próximos quatro anos, a formação técnico-profissional de mestres e árbitros, tendo em conta a massificação da modalidade a nível local.

A afirmação é do novo presidente da referida agremiação, António Pedro Econgo, eleito sexta-feira com 90 por cento dos votos escrutinados.

Em declarações à Angop, domingo, na cidade do Lubango, o responsável associativo disse ainda que outro objetivo é a promoção e legalização das academias, de clubes e a expansão da modalidade nos municípios do interior.

Na sua ótica, a associação começa já este mês a implementar ações que vão desde a legalização de clubes e atletas e a estabelecer contactos para a aquisição de material desportivo para os clubes inscritos.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.