Duarte Benavente foi cronometrado em 43,90 segundos, impondo-se ao sueco Pierre Lundin, que voltou a Baião com vontade de repetir o resultado da etapa do ano anterior, registando 43,97 segundos, uma diferença mínima para o piloto português.

O terceiro lugar ficou reservado para o holandês Ferdinand Zandbergen, com 44,18 segundos.

Duarte Benavente, que não conseguiu competir na etapa de 2016, chegou com vontade de vencer e alcançou o melhor resultado deste primeiro dia com o seu barco a atingir uma média de 139,4 km/hora.

“Tivemos um início difícil por causa do vento, mas, felizmente, ao início da tarde, conseguimos entrar na água. Ensaiámos muitas manobras diferentes durante os treinos para nos conseguirmos preparar da melhor forma para o circuito”, referiu o piloto.

Duarte Benavente classificou o resultado na qualificação de “muito positivo”, dado que foi o primeiro entre 24 pilotos, e prometeu “dar o melhor no domingo para obter o melhor resultado possível” que é sempre o seu objetivo.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.