Cambridge venceu hoje a 166.ª edição da histórica competição de remo, que a opõe a Oxford, outra das mais antigas universidades britânicas, em masculinos e femininos.

A emblemática regata anual entre as duas equipas de remo das universidades de Oxford e Cambridge nasceu em 1829 e disputa-se, anualmente, com exceção das suspensões pontuais motivadas pela Guerras Mundiais, de 1914 a 1920 e entre 1939 e 1946, e pela pandemia de covid-19, em 2020.

Longe do tradicional local de prova, o rio Tamisa, a regata foi disputada no Great Ouse, em Ely, perto de Cambridge, pela primeira vez desde 1944, sem público, devido às restrições impostas pela pandemia e a problemas na ponte londrina de Hammersmith.

Cambridge somou o 85.º triunfo, o terceiro consecutivo, na regata masculina, contra as 80 de Oxford, tendo-se registado um empate em 1877, conquistando a quarta vitória seguida em femininos, liderando também este historial, com 45 vitórias, face às 30 da rival.

Este ano, pela primeira vez, a regata masculina foi arbitrada por uma mulher, Sarah Winckless, de 47 anos, três vezes vencedora da prova como remadora, por Cambridge.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.

Ajude-nos a melhorar o SAPO Desporto