A China planeia construir uma ligação ferroviária de alta velocidade controlada remotamente, sem condutores, entre Pequim e o local onde se realizarão os Jogos Olímpicos de Inverno de 2022, informou a imprensa oficial.

A agência oficial Xinhua escreve que os comboios de alta velocidade, que vão percorrer os 174 quilómetros entre Pequim e Zhangjiakou, na província de Hebei, serão controlados a partir de um centro de controlo remoto.

O projeto está avaliado em 60 mil milhões de yuan (cerca de 7,7 mil milhões de euros), segundo a agência. Os comboios vão deslocar-se a uma velocidade de 350 quilómetros por hora.

Em 2016, a malha ferroviária de alta velocidade da China superou os 19.000 quilómetros - mais do que todos os outros países combinados.

A primeira linha - 120 quilómetros entre Pequim e Tianjin - começou a funcionar em 2008, quando a capital chinesa organizou os Jogos Olímpicos.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.