A Comissão de Coordenação do Comité Olímpico Internacional (COI) para os Jogos Olímpicos de Inverno e Paralímpicos de Pequim2022 elogiou hoje o progresso evidenciado pelos organizadores, num cenário “complicado” devido à pandemia de covid-19.

"A China teve que enfrentar um período extremamente difícil nos últimos meses e os nossos pensamentos estão com todos os afetados”, referiu num comunico o vice-presidente do COI Juan Antonio Samaranch Jr. antes de elogiar o progresso da organização do próximo evento olímpico de inverno.

O filho do espanhol Juan Antonio Samaranch, que presidiu ao COI de 1980 a 2001 e morreu em 2010, afirmou estar “muito satisfeito pela significativa melhoria da situação na China”, que permitiu ao Comité Organizador “regressar às suas condições operacionais de forma quase normal”.

“Apesar de todas essas circunstâncias únicas [a organização de] Pequim2022 continuou a estabelecer metas, o que é um verdadeiro testemunho da sua determinação em proporcionar um ambiente perfeito aos melhores atletas de inverno do mundo em menos de dois anos”, afirmou o líder espanhol.

Juan Antonio Samaranch Jr., de 60 anos, refere que o COI “não só viu um progresso significativo nos locais” que irão receber os eventos, mas também no esforço para envolver milhões de pessoas com as modalidades desportivas de inverno, que considerou “encorajador”.

“Isso está muito alinhado com o espírito do olimpismo e com as opiniões do presidente do COI, [o alemão] Thomas Bach, que considera que o desporto e a atividade física têm um enorme contributo para a saúde na sociedade”, referiu Samaranch.

O dirigente espanhol disse ainda que o COI espera continuar a estreita cooperação com a equipa (organizadora) dos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim2022 nos próximos meses, período que classificou de “crucial na preparação” do evento.

“Após o surto de covid-19 e seguindo as recomendações e requisitos do governo chinês, Pequim2022 não apenas priorizou a prevenção e controlo da pandemia, mas também se concentrou nos preparativos dos Jogos para garantir que a construção dos locais poderia ser retomada na primeira oportunidade”, disse o vice-presidente executivo do Comité Organizador, Zhang Jiandong.

O primeiro local concluído na zona de competição de Pequim foi o ‘Ice Jar’, em 27 de maio, que é uma instalação que incorpora duas pistas de gelo de padrão internacional, uma para a patinagem de velocidade em pista curta, que será usada como local de treino durante os Jogos, e outra para curling.

Após a declaração de pandemia, em 11 de março, as competições desportivas de quase todas as modalidades foram disputadas sem público, adiadas – Jogos Olímpicos Tóquio2020, Euro2020 e Copa América -, suspensas, nos casos dos campeonatos nacionais e provas internacionais, ou mesmo canceladas.

A pandemia de covid-19 já provocou mais de 406 mil mortos e infetou mais de 7,1 milhões de pessoas em 196 países e territórios, segundo o balanço feito pela agência francesa AFP.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.