A situação do desporto em Portugal varia consoante cada modalidade que pretende voltar ao ativo, e essa diferença obrigará também a "situações distintas" na retoma, disse hoje o presidente do Comité Olímpico de Portugal (COP).

Segundo José Manuel Constantino explicou aos jornalistas, à margem de uma reunião com o primeiro-ministro, António Costa, em São Bento, há uma "manifestação de vontade da parte do Governo para encontrar as soluções possíveis para a retoma das atividades desportivas", após a suspensão causada pela pandemia de covid-19.

Na opinião do dirigente do COP, a retoma de "desportos coletivos e de contacto físico" é "difícil", por se tornar "extremamente complexo", mas a diferença entre os vários desportos poderá levar a soluções diferentes entre si, "em função do grau de risco que a natureza de cada modalidade coloca a praticantes, espetadores, e toda a envolvente".

Ainda no dia de hoje, o primeiro-ministro português, António Costa, recebe em São Bento os presidentes da Federação Portuguesa de Futebol (FPF), da Liga, do Sporting, FC Porto e Benfica para avaliar as condições de um eventual regresso do futebol em ambiente de covid-19.

A nível global, segundo um balanço da agência de notícias AFP, a pandemia de covid-19 já provocou cerca de 212 mil mortos e infetou mais de três milhões de pessoas em 193 países e territórios.

Mais de 832 mil doentes foram considerados curados.

Em Portugal, morreram 948 pessoas das 24.322 confirmadas como infetadas, e há 1.389 casos recuperados, de acordo com a Direção-Geral da Saúde.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.