A Federação Portuguesa de Judo (FPJ) mostrou-se hoje muito orgulhosa pelo reconhecimento da Federação Internacional da modalidade (IJF) relativamente ao “bom trabalho feito” no país durante o período de pandemia deCOVID-19.

“Para a Federação de Judo e para toda a família do judo é um orgulho muito grande ver o reconhecimento da Federação Internacional pelo bom trabalho que foi feito em Portugal, principalmente nesta fase tão complicada para a modalidade bem como para todos os desportos”, enalteceu o presidente da FPJ, Jorge Fernandes, citado num comunicado divulgado.

A resposta de Jorge Fernandes surge depois de o organismo internacional ter “agradecido a todos aqueles que contribuíram” para o desenvolvimento do protocolo de segurança com recomendações durante o período de pandemia.

“A Federação Internacional de Judo está agradecida a todos os que contribuíram para a criação destas orientações, que são baseadas no protocolo de segurança da Federação Francesa de Judo, nas recomendações da Federação Portuguesa de Judo e da Comissão Médica da IJF e da EJU (União Europeia de Judo)”, escreveu a IJF.

Portugal contabiliza 1.144 mortos associados à COVID-19, em 27.679 casos confirmados de infeção, segundo o último boletim diário da Direção-Geral da Saúde (DGS) sobre a pandemia. Das pessoas infetadas, 805 estão hospitalizadas, das quais 112 em unidades de cuidados intensivos, e o número de casos recuperados é de 2.549.

A nível global, segundo um balanço da agência de notícias AFP, a pandemia de COVID-19 já provocou mais de 282 mil mortos e infetou mais de 4,1 milhões de pessoas em 195 países e territórios.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.