Portugal está representado por uma equipa masculina nos Europeus multidesportos de Munique, na Alemanha, cujo objetivo principal passa por conferir mais maturidade a uma formação "constituída por ginastas muito jovens".

"Ainda é um pouco cedo para se pensar a este nível [finais]. O objetivo passa por dar mais uma experiência competitiva a estes ginastas e preparar esta equipa para o Campeonato da Europa de 2023, que se realiza no mês de abril, e tentar o apuramento para o Campeonato do Mundo desse mesmo ano com uma equipa completa e, daí, partirmos para o objetivo principal do ciclo, que são os Jogos Olímpicos de 2024, em Paris", disse José Augusto Dias, treinador da seleção nacional, à agência Lusa.

O treinador luso sublinhou que a equipa sénior "é constituida por ginastas muito jovens, pelo que a sua experiência e maturidade competitiva ainda não é aquela que permita colocar uma fasquia muito elevada no que diz respeito a alcançar resultados que lhes possam dar um pódio".

"No entanto, estes jovens têm vindo a apresentar uma enorme evolução técnica, este é um trabalho que vem sendo efetuado desde há alguns anos a esta parte e começa-se agora finalmente a acreditar que podemos voltar a ter uma equipa sénior interessante e que a curto/médio prazo pode vir a dar grandes alegrias aos portugueses", acrescentou.

Já quanto às expetativas em relação às finais por equipas, foi claro: "Final de equipas é muito difícil, conseguir estar nas 'top 8' da Europa é um feito que até hoje nunca se alcançou e é muito difícil de atingir por agora. O nosso melhor resultado por equipas num Campeonato da Europa foi um 12.º lugar em Birmingham, em 2010, e voltámos a alcançar esse registo em 2012, em Montpellier".

"Neste momento, creio que será possível voltar em breve a lutar por um 'top 12' europeu. Para este Campeonato da Europa, com um novo modelo de participação no Campeonato do Mundo, na Europa serão diretamente apuradas as 13 primeiras equipas, e esse objetivo não será possível, pelo que o nosso objetivo é garantir uma presença no Campeonato do Mundo, apurando um e, se possível, dois ginastas que é a quota máxima dos lugares disponíveis no que diz respeito aos individuais, mas para isso teremos de estar nos 23 lugares seguintes às 13 equipas apuradas", elencou o técnico.

José Augusto Dias apontou que a tarefa não será fácil: "Não vai ser uma tarefa fácil, porque a concorrência é muito grande, o nível da ginástica artística masculina está cada vez mais alto, mas podemos prometer lutar até ao fim para alcançar o objetivo e ficarmos ainda mais motivados para em abril do próximo ano estar a lutar por um lugar dentro das 13 primeiras equipas, que dará acesso a um lugar no Campeonato do Mundo, com a equipa completa".

A segunda edição dos campeonatos Europeus multidesportos está a decorrer em Munique até 21 de agosto e reúne nove modalidades, estando Portugal representado em sete, nomeadamente atletismo, canoagem, ciclismo, ginástica artística, remo, ténis de mesa e triatlo.

A seleção portuguesa conquistou até ao momento uma medalha de ouro, através do ciclista Iúri Leitão, que se sagrou campeão europeu de scratch, no ciclismo de pista, e uma de prata, por Auriol Dongmo, no lançamento do peso.

Programa da ginástica masculina nos Europeus de Munique (horas portuguesas):

- 18 ago (quinta-feira):

12:53: Qualificação masculina - Joel Catarino, Filipe Almeida, Marcelo Marques, Guilherme Campos e José Nogueira.

- 20 ago (sábado):

13:45: Final masculina por equipas (caso Portugal se apure).

- 21 ago (domingo):

12:45: Finais masculinas por aparelhos (caso ginastas portugueses se apurem).

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.