Mário Santos, que foi chefe de Missão de Portugal aos Jogos Olímpicos Londres2012, vai ser candidato a uma das três vice-presidências da Federação Internacional de Canoagem (ICF), proposto pela federação portuguesa, que liderou durante nove anos.

“Quero ajudar a levar a canoagem internacional a um patamar mais elevado, evoluindo desde a sua prática recreativa pelas massas até à alta competição, passando pelo seu enquadramento olímpico”, disse hoje Mário Santos à Lusa.

Há nove anos também na direção da ICF, oito dos quais como responsável máximo da disciplina de kayak de mar, Mário Santos pretende agora levar a sua “experiência internacional a um âmbito mais generalista”, no âmbito do organismo ao qual já está ligado.

“O paradigma do desporto está a mudar e a ideia é que a canoagem possa dar um salto qualitativo, inclusivamente no seu modelo organizativo. Queremos uma modalidade mais popular, mais forte e com ainda maior interesse para o público em geral, encontrando na sua organização um salutar equilíbrio entre as iniciativas privadas e públicas que a promovem”, acrescentou.

O presidente da Federação Portuguesa de Canoagem, Vítor Félix, recordou o “impressionante currículo” de Mário Santos, assumindo o “orgulho” do organismo em propor o nome de um ex-presidente, que merece “o máximo de confiança”.

“Tem uma experiência única nas instâncias nacionais e internacionais, na federação, no Comité Olímpico de Portugal, nas federações europeias e internacionais de canoagem. É uma mais-valia para modernizar a canoagem, trazendo novas ideias para que a nossa modalidade se possa afirmar ainda mais no panorama olímpico”, completou.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.