O atirador João Costa assumiu hoje em Minsk a ambição que todos os atletas têm de conquistar medalhas nos II Jogos Europeus, mas afirmou não estar pressionado pelo triunfo que garante a quota única para Tóquio2020.

“É lógico que toda a gente quer medalhas, senão não vinha cá. Mas não quer dizer que tire. Gosto do desporto, do hobby, tenho outra profissão. As medalhas são um acessório muito bom, representativo do esforço. Se vier vem, se não, não vem”, disse o militar, que em Baku2015 foi ‘prata’ na pistola a 10 metros.

O atleta, de 54 anos, o mais velho da comitiva portuguesa, começa a competir no sábado em equipa mista com Joana Castelão em pistola 10 a metros, sendo que domingo é a prova individual: em 28 junho, novamente em dupla, no desafio a 25 metros.

“O objetivo aqui não é a quota. É fazer o melhor. [O apuramento olímpico] É complicado e há muito menos [vagas]. Agora há duas na próxima Taça do Mundo no Brasil, mais duas no Campeonato da Europa do ano que vem e uma por ranking”, disse.

Como a pistola a 50 metros desapareceu do programa de Tóquio2020, o atirador luso ficou com metade das hipóteses de qualificação para a ambicionada sexta participação olimpíca, depois de ter estado em Sidney2000, Atenas2004, Pequim2008, Londres2012 e Rio2016.

“No tiro agora está complicado, porque reduziram as quotas totais e as modalidades que pratico. Deixei de ter duas provas para ter só uma. Os 50 metros desapareceram do programa olímpico. Só posso ir a uma prova com 25 quotas que não são para mim: algumas para Oceânia, África, Ásia… há vagas para esses campeonatos. No meu caso só consigo ter acesso a 16 e dessas já só há cinco/seis disponíveis para mim, onde posso chegar. Se vencer aqui, sim, fico com a quota”, concluiu.

Nestes II Jogos Europeus Portugal vai competir com um total de 98 desportistas em atletismo, badminton, futebol de praia, canoagem, ciclismo (estrada, contrarrelógio e pista), ginástica (artística, trampolins, aeróbica e acrobática), judo, karaté, lutas amadoras, tiro, tiro com arco, tiro com armas de caça e ténis de mesa.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.