A velocidades muito próximas dos 60 km/hora sobre a água, a ação pontua para o quadro competitivo das duas modalidades, com a presença de várias gerações de atletas.

O plano de água da albufeira da barragem de Montargil recebe no próximo fim de semana (24 e 25 de agosto) a segunda etapa do quadro competitivo de duas modalidades “irmãs” cujo o nível tem vindo a subir em Portugal nos últimos anos: Ski Náutico e Wakeboard.

Durante esta jornada são esperados cerca de seis dezenas de atletas distribuídos por quatro categorias distintas (Femininos, Infantis, Open e Amadores no Wakeboard e Femininos, Infantis, Open e Seniores no Ski Náutico). Numa organização da Federação Portuguesa de Motonáutica (entidade que tutela no nosso país as duas disciplinas) em colaboração com a Nautique Portugal, é esperada muita animação dentro e fora de água.

A ação estará centrada junto à marina de Montargil, onde ficará instalada a base logística para atletas e público. O arranque fica por conta do Ski Náutico (9h00 de sábado), tendo em conta a tradição onde as provas decorrem habitualmente às primeiras horas da manhã.

No período da tarde as manobras ganham uma nova forma com o quadro do Wakeboard, modalidade nascida em finais dos anos 70 do século passado nos Estados Unidos da América e que resulta do cruzamento das influências do Ski Náutico, do Surf e do Snowboard.

O “Montargil Ski + Wake by Nautique” aposta também num intenso programa social, onde se destaca uma “sun set party” no sábado animada pelo DJ Baratta e Sax Armstrong. Praticadas preferencialmente em águas paradas, as duas modalidades partilham um mesmo meio para atingir as mais espetaculares manobras – um barco com elevada potência (cerca de 500 cavalos) especialmente desenvolvido para o efeito que produz uma onda regulável de acordo com o nivelamento do casco.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.