Os dois títulos mundiais podiam ser suficientes para garantir a Elise Christie uma preparação condigna, rumo a mais uns Jogos Olímpicos de Inverno mas, tal não se verificou. A britânica está a fazer os possíveis para conseguir marcar presença nos Jogos Olímpicos de Inverno em Pequim, no próximo ano.

Elise Christie, uma das maiores figuras da patinagem de velocidade ao nível mundial, foi uma das vítimas dos cortes que governo britânico fez no desporto de inverno, em mais de nove milhões de euros, segundo o 'Daily Mail'. Mas não a fez desistir.

Para poder pagar treinos e outras despesas, a patinadora está a trabalhar como entregadora de pizzas em Nottingham, de forma a conseguir uma preparação mínima rumo aos seus últimos Jogos Olímpicos.

"Estou a treinar para ganhar uma medalha olímpica nos próximos Jogos. Depois disso espero ter uma retirada feliz e um final feliz da minha carreira desportiva", disse, citado pela 'BBC0'. a patinadora, de 30 anos, à BBC.

A patinadora de 30 anos ficou-se pelas meias-finais na prova dos 1500 metros em Pyeongchang'2018, após sofrer uma dura queda. Em 2014 em Sochi teve de enfrentar uma depressão após receber ameaças de morte por ter derrubado a sul-coreana Park Seung-Hi na final dos 500 metros.

Elise Christie conquistou várias medalhas na carreira, entre elas duas de ouro nos 1000 e 1500 metros no Mundial de 2017.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.