O português vai ser proposto como língua de trabalho do Comité Paralímpico Internacional (CPI), foi hoje anunciado, numa medida que será votada na assembleia geral do organismo, no sábado e domingo, na cidade alemã de Bona.

A proposta foi submetida pelo Comité Paralímpico de Portugal e conta com o apoio de outros sete comités, de Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Macau, Moçambique e Timor-Leste.

Segundo o presidente do organismo português, José Manuel Lourenço, citado em comunicado, esta é uma proposta que pretende “o desenvolvimento e a afirmação da língua portuguesa no mundo”, potenciando também “mais inclusão social pelo desporto”.

Já o presidente do comité brasileiro, Mizael Conrado, vê este como um momento de justiça, pela “enorme representatividade que os países de língua portuguesa têm no movimento paralímpico internacional”.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.