A segunda edição da Regata de Portugal, em vela, terá lugar entre 30 de maio e 02 de junho, no Terminal de Cruzeiros de Lisboa, e conta com várias novidades, anunciou hoje a organização.

Tendo como mote "O Tejo é um espetáculo", a prova terá a presença dos velejadores portugueses Jorge Lima e Hélder Basílio, o sueco Nicklas Dackhammar, vencedor da primeira edição, o francês Damien Iehl, o australiano Torvar Mirsky, os holandeses Afrodite Ziegers e Tobias Tanis e a espanhola Sofia Toro.

Jorge Lima, que qualificou o 49er português para os Jogos Olímpicos de Tóquio2020 juntamente com José Costa, marcou presença no evento de apresentação e antecipou uma prova de sucesso para a vela e para a cidade lisboeta.

"Espero que seja um grande sucesso. É um desporto intrinsecamente ligado ao mar e, por isso, permite potenciar o melhor de Lisboa. Também vai trazer pessoas à vela, o que costuma ser difícil", projetou.

Francisco Mello e Castro, CEO da Regata de Portugal, apresentou as novidades desta edição, que conta com uma componente mais festiva, de forma a atrair mais público.

"O nosso objetivo este ano foi transformar o Tejo num espetáculo na água e também na terra. Envolver as regatas num conceito de ‘sunset’ foi um grande desafio, mas acreditamos que é um conceito vencedor e que vai permitir que a vela conquiste um novo território a nível nacional", disse.

Os velejadores vão competir em modo "Fleet Racing", com início previsto para as 17:00 de cada dia da prova, com o objetivo de somarem o menor número possível de pontos na classificação geral, com o primeiro classificado a receber um ponto, o segundo dois, e assim sucessivamente.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.