A eliminatória nem arrancou da melhor maneira para a equipa canadiana, com o favorito Denis Shapovalov, número 18 mundial, a ceder perante Lorenzo Sonego, 45.º classificado no ranking ATP, em três ‘sets’, pelos parciais de 7-6 (7-4), 6-7 (5-7) e 6-4.

Félix Auger Aliassime (6.º) repôs, contudo, a igualdade no marcador, ao bater Lorenzo Musetti (23.º) em apenas duas partidas, por 6-3 e 6-4, e remeteu a decisão da eliminatória para o terceiro e decisivo encontro de pares.

O número um canadiano voltou ao ‘court’ na companhia do compatriota Vasek Pospisil e, juntos, superaram a dupla transalpina, constituída por Fabio Fognini e Mateo Berrettini, por 7-6 (7-2) e 7-5, oferecendo assim o ponto da vitória à sua equipa.

Na final, o Canadá, que se estreou na competição em 1913 e nunca venceu a mítica Saladeira, vai defrontar a Austrália, a segunda nação mais vitoriosa da Taça Davis, com 28 títulos, logo atrás dos Estados Unidos, com 32 troféus.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.