A Federação de Triatlo da Rússia foi hoje alvo de sanções por parte da Federação Internacional de Triatlo (ITU), válidas por um ano, devido ao elevado número de casos de doping dos seus atletas.

“As sanções eram válidas por um ano, iremos acompanhar o cumprimento dessas medidas trimestralmente”, explicou a ITU, que obriga a federação russa a chegar a um acordo com a Agência Russa Antidopagem (RUSADA) para realizar testes a todos os atletas, especialmente aos que vão competir internacionalmente.

A Federação de Triatlo da Rússia está proibida de organizar eventos internacionais e deve, igualmente, apresentar um plano educativo junto dos atletas e dos treinadores sobre doping, sendo que os prevaricadores devem devolver os prémios financeiros conquistados fora do país.

“Para nós é importante resolver o problema do doping como um todo, pelo que assinámos um acordo com a RUSADA para trabalhar com a educação na área de doping, para a qual teremos um oficial de segurança”, disse a presidente da federação russa, Xenia Shoigú.

Os dirigentes russos devem, igualmente, suspender funções em organismos europeus e mundiais durante um ano.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.