Faz a especial sentado no banco do meio e é o tal que desejamos profundamente que não tenha de trabalhar durante a etapa. A vontade de vencer dá-lhe um tal frenesim que a sua energia parece não ter fim. No final de cada etapa troca o fato de competição pelo de trabalho e enquanto o TGS não estiver completamente ao seu jeito não vai dormir. É o mecânico o Marco Cochinho.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.