André Villas-Boas fez uma pausa nos relvados para correr o Rali Dakar mas admite que a troca é apenas temporária e que o seu trabalho continua a ser treinador de futebol. Na conferência de imprensa de apresentação, o antigo treinador do FC Porto assegura que correr é uma paixão antiga.

“Os números seduziram-me porque é a edição 40 do Rali Dakar e eu tenho 40 anos. Correr é uma paixão da minha família há vários anos. Quando era pequeno levavam-me a ver a Fórmula 1 e os ralis, quando aconteciam em Portugal. Apesr de tudo, o meu trabalho continua a ser o futebol, estou aqui para me divertir”.

Recorde-se de que André Villas-Boas tirou uma ‘paragem sabática’ para correr o Rali Dakar. O treinador português vai ser acompanhado pelo também português Ruben Faria e correr pela Overdrive Racing.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.