O Museu da Carris, em Lisboa, serviu de palco para a cerimónia oficial de apresentação da equipa WRC TEAM MINI PORTUGAL.

Após a estreia desportiva no Rali da Suécia, disputado na passada semana, todos os detalhes deste novo e ambicioso projeto foram agora apresentados oficialmente.

Armindo Araújo e Miguel Ramalho, a dupla principal da equipa WRC TEAM MINI PORTUGAL, foram os grandes anfitriões da cerimónia que contou com a presença de todos os parceiros, muitos jornalistas e inúmeros convidados.

As honras de abertura estiveram a cargo de Helder Boavida, Director Geral do BMW Group Portugal, que não quis deixar de salientar todo o empenho desenvolvido pela MINI na criação deste projeto.

«Ter o nome de Portugal numa equipa inscrita no FIA WRC, como M1, é extraordinário. A nossa aventura nos ralis arrancou no ano passado com o Armindo, enquanto piloto da equipa satélite e, este ano, assumimos um papel mais ativo. Internacionalmente, as condições para o envolvimento da MINI, a longo prazo, no FIA WRC foram criadas e nós, MINI Portugal, não poderíamos deixar de investir mais neste projeto, especialmente quando temos um piloto português, como o Armindo Araújo, envolvido. Assim, a MINI Internacional e MINI Portugal uniu esforços e, em conjunto, assumimos o patrocínio da equipa», disse.

Bruno de Pianto, Director da Motorsport Itália e do WRC TEAM MINI PORTUGAL, foi também um dos oradores da cerimónia.

«Todos os elementos da Motorsport Itália estão naturalmente orgulhosos por esta parceira com a MINI e com a possibilidade de inscrevermos a equipa como construtora oficial. Nós vamos fazer tudo o que estiver ao nosso alcance para representar a MINI da melhor forma possível e os grandes objetivos passam por garantir os melhores resultados. Estamos também muito satisfeitos por esta ligação ter possibilitado a homologação do MINI John Cooper Works WRC até 2018. Toda a equipa da Motorsport Itália está ligada ao Armindo Araújo há alguns anos e isso permite-nos trabalhar ainda melhor», afirmou o responsável italiano.

Para Armindo Araújo, a quem coube a tarefa de encerrar a cerimónia, este projeto é sem dúvida mais um ponto marcante na sua carreira.

«Lutei sempre desde o primeiro rali por conseguir chegar mais alto. Todos os títulos que alcancei foram muito importantes, mas este é o maior e ambicioso projeto de sempre. Pela primeira vez, Portugal tem um piloto a disputar todas as provas do WRC, o seu nome numa equipa no Campeonato do Mundo de Ralis e inscrita como construtora oficial de uma marca. Melhor era praticamente impossível. Por tudo isto, só tenho que agradecer em primeiro lugar à MINI por ter depositado em mim toda a confiança, e aos meus parceiros que continuaram a apoiar-me. Sem eles este dia não seria possível. Todos sabemos que não é possível vencer de um dia para o outro e, por isso, da minha parte podem contar com o maior empenho e com a certeza de que darei sempre o máximo para conseguir os melhores resultados possíveis», afirmou o piloto de Santo Tirso.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.