A 87.ª vitória da carreira de Lewis Hamilton na Fórmula 1 chegou repleta de suspense, quando o piloto britânico ficou com o pneu dianteiro direito furado já na última volta.

A vantagem sobre Verstappen, da Red Bull, que rondava os 30 segundos começou a decrescer, mas o piloto da Mercedes conseguiu manter a liderança da corrida, cruzando a linha de meta com 5,856 segundos de vantagem sobre o piloto da Red Bull. Um final impróprio para cardiacos em Silverstone.

A reta final da corrida no circuito britânico ficou marcada pelo furos nos pneus dos dois Mercedes, uma vez que a duas voltas do fim Bottas sofreu danos num dos pneus frontais.  Também Carlos Sainz, da McLaren, teve problemas num dos pneus no final da prova.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.