O funeral de Jules Bianchi, o piloto francês de Fórmula 1 que morreu na sexta-feira, após ter passado nove meses em coma, vai realizar-se na terça-feira, em Nice, sua terra na natal.

As cerimónias fúnebres realizam-se na catedral Sainte-Réparate, no centro da cidade, a partir das 10h00 locais (09h00 em Lisboa).

O piloto de 25 anos morreu no Centro Hospitalar da Universidade de Nice, no sul de França, onde permanecia em coma desde o acidente ocorrido a 05 de outubro de 2014 no circuito de Suzuka.

Bianchi ficou gravemente ferido depois de o seu monolugar ter embatido contra uma grua que tentava remover o carro do alemão Adrian Sutil (Sauber), que se tinha despistado no local, numa corrida disputada em condições climatéricas muito adversas.

O piloto da Marussia, que sofreu uma “lesão axional difusa”, uma das formas mais graves de traumatismo cerebral, estava em coma na unidade de Nice, para onde foi transferido, em novembro, depois de ter recebido os cuidados iniciais no Japão.

Bianchi, que completava 26 anos no próximo mês, juntou-se à escuderia anglo-russa em 2013, tendo corrido em 34 Grandes Prémios e somado dois pontos no campeonato mundial até ao acidente no circuito de Suzuka.

*Notícia corrigida no dia 20/07/15, às 10h52.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.