Depois da confirmação de 14 casos positivos entre as equipas de Fórmula 1 que estiveram em Portimão no último fim de semana, para o Grande Prémio de Portugal em F1, e face ao agravamento da situação epidemiológica, o governo não descarta a possibilidade de vir cancelar o Grande Prémio de Portugal em MotoGP.

Questionado sobre a hipótese de a prova, marcada para decorer entre 20 a 22 de novembro, também no Autódromo Internacional do Algarve, em Portimão, vir a ser cancelada, o secretário de Estado da Saúde reconheceu que essa eventualidade poderá ter de vir a ser avaliada.

"A evolução da pandemia faz com que todas as medidas e todos os eventos sejam permanentemente avaliados", afirmou Diogo Serra Lopes.

O governante falou durante a apresentação do boletim epidemiológico diário, que revelou mais um agravar do número de casos de infeção e de internamentos devido à COVID-19.

Recorde-se que já esta sexta-feira se tinha ficado a saber que foram registados 14 casos de COVID-19 entre as equipas da Fórmula 1 que estiveram no Algarve no Grande Prémio de Portugal, realizado no passado fim de semana. A informação foi divulgada durante uma conferência regional da Proteção Civil no Algarve.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.