O piloto britânico de Fórmula 1, Lewis Hamilton, insurgiu-se contra a forma como foi tratado pelo diretor da Mercedes após o Grande Prémio de Abu Dhabi.

Em declarações ao jornal 'The Telegraph', Hamilton admitiu não ter gostado de ouvir Toto Wolff, diretor da Mercedes, afirmar, após o Grande Prémio de Abu Dhabi, que não admitia 'anarquia' dos pilotos, numa alusão direta às ordens impostas pela Mercedes a Lewis Hamilton que o piloto inglês quis ignorar na altura.

"Este foi um dos momentos desconfortáveis do ano. Em última análise, senti que fui desrespeitado pelo que foi dito depois", afirmou Lewis Hamilton.

"Não se espera isso daqueles que estão na liderança de tanta gente", acrescentou Hamilton sobre as palavras de Toto Wolf.

Recorde-se que Toto Wolff admitiu que Mercedes tentou impor ordens a Hamilton de forma errada, ordens essas que o piloto quis ignorar na altura.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.