O britânico Lewis Hamilton venceu o Grande Prémio do México em Fórmula 1 e adiou para as duas derradeiras provas a decisão do título.

No circuito Hermanos Rodriguez no México, o piloto da Mercedes liderou a corrida do início ao fim e terminou à frente do seu colega de equipa, o alemão Nico Rosberg. Em terceiro e último lugar do pódio terminou Max Verstappen da Red Bull mas teve de ceder o lugar a Vettel, da Ferrari, já que obrigou o piloto alemão a ir para a relva durante uma ultrapassagem. Max Verstappen foi penalizado com cinco segundos e caiu para quinto, atrás do seu colega de equipa, Daniel Ricciardo.

Com este triunfo, o 51.º da carreira, Lewis Hamilton igualou Alain Prost no 2.º lugar da lista de pilotos com mais vitórias em Grandes Prémios. Só Michael Schumacher, com 91, venceu mais Grandes Prémios. Esta foi a oitava vitória da época para Hamilton, contra nove de Nico Rosberg. O triunfo permite também a Mercedes, já campeã mundial de construtores, bater o recorde de triunfos numa época (17).

Hamilton, que no sábado fez do Hermanos Rodriguez o 24.º circuito onde conquistou a ´pole position`, saiu em vantagem e nunca foi importunado na liderança. O atual campeão do Mundo somou a oitava vitória da época e a 51.ª da sua carreira. Hamilton reduziu para 19 a diferença de pontos que tem para Rosberg (330 do alemão contra 349 do inglês) quando faltam duas provas para o final do Mundial.

Nico Rosberg sabia que até ao final do campeonato só tem de terminar em segundo para ser campeão. O piloto alemão, o que mais provas venceu na história da Fórmula 1 (23) mas sem conquistar qualquer título, teve de ter atenção redobrada aos Red Bulls, principalmente com Max Verstappen, que saiu à frente de Daniel Ricciardo. Mas Rosberg acabou por ganhar vantagem e terminar num dos lugares que ambicionava: segundo lugar.

Kimmi Raikkonen da Ferrari foi sexto, seguido de Nico Hulkenberg (Force India), Valterri Botas (Williams-Mercedes), Felipe Massa (Williams-Mercedes) e Sérgio Perez (Force India). Foram estes os pilotos que pontuaram. Só um piloto não terminou a prova: O Pascal Wehrlein, da MRT.

O próximo Grande Prémio realiza-se no Brasil, onde Rosberg poderá sagrar-se campeão. O alemão só precisa de 32 pontos nas duas derradeiras provas, o que conseguirá com um segundo lugar e um terceiro. Se não for no Brasil, o título terá de ser decidido em Abu-Dhabi, nos Emiratos Árabes Unidos.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.