O espanhol Marc Marquez (Honda), que se sagrou campeão do mundo de MotoGP no domingo passado, arriscou hoje a utilização de pneus 'slick' para conquistar a sua sétima 'pole-position' da temporada, na qualificação do Grande Prémio da Austrália.

Numa sessão marcada pelos maus desempenhos dos rivais Valentino Rossi e Jorge Lorenzo, da Yamaha, Márquez alcançou no circuito de Phillip Island a 65.ª 'pole' da sua carreira, um recorde em todas as categorias, desde a aparição das estatísticas no campeonato do mundo de motociclismo de velocidade, em 1974.

Sob tempo instável, muito ventoso e a alternar períodos de chuva com abertas, Márquez escolheu o momento certo para ir para a pista com os pneus de piso seco e fez a melhor volta em 1.30,189 minutos, batendo o britânico Cal Crutchlow (Honda) por quase oito décimos e o espanhol Pol Esparagaro (Yamaha) por nove.

"Fazer a melhor qualificação é sempre difícil, mas esta foi a mais crítica e, tendo o campeonato decidido, nestas condições, podes dar-te ao luxo de arriscar a parar e pôr pneus lisos e arriscar uma volta, mas foi difícil acertar para optar pela estratégia correta", afirmou o catalão, de 23 anos.

O espanhol Jorge Lorenzo não foi além do 12.º tempo e o italiano Valentino Rossi fez o 15.º, sendo necessário recuar até 2011 para encontrar um registo tão mau do transalpino, sete vezes campeão do mundo na categoria rainha.

Márquez, que assegurou o título no Japão, na 15.ª das 18 provas do Mundial, lidera o campeonato com 273 pontos, contra 196 de Rossi e 182 de Lorenzo.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.