O piloto português Miguel Oliveira (KTM) admitiu hoje ter tido "uma qualificação difícil" para o Grande Prémio da Catalunha, oitava prova do Mundial de MotoGP, para a qual vai partir da 12.ª posição.

O piloto luso, que caiu no início da derradeira fase de qualificação, mas sem consequências físicas, fez a melhor volta ao cair do pano com o tempo de 1.40,188 minutos, a 475 milésimos de segundo do autor da ‘pole position’, o italiano Franco Morbidelli (Yamaha).

Oliveira tinha garantido, pela manhã, o apuramento direto para a segunda fase da qualificação, ao fazer o terceiro melhor tempo na terceira sessão de treinos livres.

“Esta manhã terminámos com sensações muito boas, mas, à tarde, as condições mudaram e já não me senti tão confortável com o pneu médio", explicou o piloto de Almada.

Miguel Oliveira admitiu ter perdido "um pouco de confiança" devido à queda sofrida no início da qualificação, na primeira volta lançada, o que significou "não melhorar o tempo da manhã".

"Estou um pouco desapontado, mas, amanhã [domingo] teremos uma longa corrida, que será muito difícil, pelo que espero fazer uma prova inteligente e chegar o mais próximo possível dos lugares da frente", concluiu o piloto da Tech3.

O GP da Catalunha disputa-se este domingo, a partir das 14:00 horas (de Lisboa).

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.