O português Miguel Oliveira (KTM) conseguiu hoje o segundo melhor tempo na qualificação para o Grande Prémio da Malásia de Moto2, 17.ª e penúltima prova do campeonato do mundo de motociclismo de velocidade.

O piloto natural de Almada cumpriu a sua melhor volta aos 5.543 metros do circuito em 02.06,432 minutos, 26 milésimos de segundo mais lento do que o italiano Franco Morbidelli (Kalex), que assegurou a ‘pole position’ para a corrida de domingo.

O também italiano Fabio Quartararo (Kalex) vai também partir da primeira fila, depois de ter protagonizado uma volta 72 milésimos mais lenta do que a do compatriota, que lidera a classificação de pilotos, com 272 pontos, mais 29 do que o suíço Thomas Luthi (Kalex), que não foi além do quinto tempo na qualificação, a 0,187.

“Senti-me muito bem hoje. Estou contente com esta segunda posição e por voltar a estar novamente na primeira linha da grelha de partida. Estamos mais consistentes do que em Phillip Island, mas é difícil prever o ritmo da corrida amanhã [domingo], imagino que seja um pouco mais baixo que o de hoje, porque na qualificação usamos pouco combustível e isso dá-nos um pouco mais de aderência, mas vamos ver como corre”, afirmou o português, citado pela sua assessoria de comunicação.

Miguel Oliveira assumiu-se otimista para a corrida de domingo, com início marcado para as 13:20 locais (05:20 em Lisboa), reconhecendo a importância da resistência às altas temperaturas.

“A componente física certamente terá um papel na corrida, está tanto calor que é difícil saber o que esperar e torna-se bastante fácil cair porque perdemos muita aderência com estas temperaturas. Mas estou confiante para amanhã [domingo], vou dar tudo e aproveitar ao máximo a corrida”, rematou.

Oliveira, que conquistou na semana passada a primeira vitória na categoria, na Austrália, ocupa o terceiro lugar do Mundial, a 81 pontos de Morbidell, que pode sagrar-se campeão no domingo.

Em MotoGP, o espanhol Dani Pedrosa (Honda), vencedor no circuito malaio em 2012, 2013 e 2015, assegurou hoje a terceira ‘pole position’ da temporada (01.59,212), impondo-se ao francês Johann Zarco (Yamaha) e ao italiano Andrea Dovizioso (Ducati), por 17 e 24 milésimos de segundo, respetivamente.

O italiano Valentino Rossi (Yamaha), sete vezes campeão mundial de MotoGP e atualmente quarto na classificação, alcançou o quarto melhor tempo, ficando à frente dos espanhóis Maverick Viñales (Yamaha) e Marc Márquez (Honda), que sofreu uma queda.

O atual campeão do mundo e líder do campeonato pode sagrar-se campeão no domingo, tendo de somar mais sete pontos do que Dovizioso, sobre quem conta 33 pontos de vantagem, bastando-lhe, como exemplos, um segundo lugar se o italiano vencer ou um sétimo se o rival for terceiro.

Em Moto3, o espanhol Joan Mir (Honda), que já celebrou a conquista do título mundial na Austrália, conquistou a sua primeira ‘pole position’ da temporada, à frente do espanhol Jorge Martín (Honda) e do britânico británico John McPhee (Honda).

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.