Valentino Rossi afirmou este sábado, em entrevista ao site oficial da sua atual equipa, a Yamaha, que quer prosseguir a carreira no Moto GP na temporada de 2021.

"Estamos a passar por uma situação difícil. Mas a minha primeira opção é continuar. Tenho motivação suficiente e quero fazê-lo, embora sempre tenha dito que precisava de cinco ou seis corridas este ano para perceber o meu nível de competitividade. Isto porque, na segunda metade da última temporada, estive demasiado lento e sofri com isso. Só que, devido à COVID-19, não sei quando voltaremos às pistas. Talvez só em agosto ou setembro. Por isso tenho de tomar a decisão antes do arranque do campeonato de 2020", explicou.

"Terminar a carreira fazendo apenas sete ou oito corridas não seria bom. Por isso, penso que o mais lógico passa por fazer mais uma temporada e depois terminar", sublinhou Rossi.

Em 2021, porém, Rossi deverá ver-se forçado a correr pela SRT Yamaha, equipa satélite da Yamaha, visto que na próxima temporada Fabio Quartararo irá ocupar o seu lugar na equipa oficial daquela marca japonesa.

Valentino Rossi, recorde-se, já se sagrou por sete vezes campeao mundial de Moto GP.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.