O piloto italiano Valentino Rossi assinou hoje contrato com a Yamaha Petronas, a equipa satélite do construtor nipónico, para 2021, mantendo a ligação à marca dos três diapasões pela nona temporada consecutiva.

"Conseguir assinar com um piloto como Valentino Rossi para aquele que será apenas o nosso terceiro ano no Mundial de MotoGP é incrível. Evoluímos desde o ponto em que éramos uma equipa do campeonato de Moto3, passámos pela Moto2 até chegar à MotoGP em pouco tempo e, agora, contratar um dos maiores pilotos de sempre é incrível", exultou o diretor da equipa malaia, o sueco Johan Stigefelt.

Na classe rainha, onde compete desde 2000, Rossi conquistou sete títulos mundiais, 199 pódios, 89 vitórias e 55 ‘pole positions’.

Aos 41 anos, Rossi mantém a vontade de ser competitivo e hoje, depois de ter assegurado o terceiro lugar na qualificação para o Grande Prémio da Catalunha de MotGP, que se disputa domingo no traçado de Montmeló, em Barcelona, disse estar "muito feliz por ter assinado com a Yamaha Petronas".

"É um bom resultado sair da linha da frente. É um dia especial. Estou muito contente por ter assinado contrato. Na corrida, podemos ser competitivos porque o nosso ritmo é bom", sublinhou o italiano, que irá substituir o francês Fabio Quartararo, fazendo dupla com o italiano Franco Morbidelli.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.