O Rali da Acrópole, na Grécia, entra no calendário do Mundial de da especialidade, em substituição do Rali do Chile, cuja edição de 2021 foi cancelada, devido à pandemia de covid-19, anunciou hoje a Federação Internacional do Automóvel (FIA).

Após oito anos de ausência, a mítica prova em estradas de terra regressa como a 10.ª de 12 corridas previstas para este ano, entre 09 e 12 de setembro.

Este regresso acontece após o cancelamento do Rali do Chile, "devido às dificuldades com as viagens e outras restrições provocadas pela pandemia", informa a FIA, em comunicado.

O Rali da Grécia disputou-se pela primeira vez em 1951, tendo feito parte do Mundial de ralis (agora WRC) por 38 vezes, até 2013.

"É um rali lendário, que não precisa de apresentações, e que tem das especiais mais duras do campeonato", sublinhou o presidente da FIA, o francês Jean Todt.

Com duas provas já disputadas (Monte Carlo e Ártico), o finlandês Kalle Rovanpera (Toyota Yaris) lidera o campeonato, com 39 pontos, mais quatro do que o belga Thierry Neuville (Hyundai i20), que é segundo.

O Rali de Portugal, que decorre de 20 a 23 de maio, será a quarta das 12 rondas previstas.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.