O Grande Prémio da Malásia em MotoGP ficou marcado pela queda e abandono de Marc Marquez (Honda), depois de ter envolvido num incidente com Valentino Rossi (Yamaha). Os dois pilotos lutavam pelo terceiro lugar, com várias ultrapassagens entre eles, quando Valentino Rossi perdeu a cabeça e deu um pontapé na moto do espanhol, fazendo-cair. Rossi foi penalizado em três pontos e larga da última posição no GP de Valência, última prova do ano.

Depois do incidente, Rossi disse que não era sua intenção derrubar Marquez.

"Eu não queria que ele caísse. Só queria que ele saísse da trajetória e perdesse tempo. O problema foi que nos tocámos, mas não é verdade que eu lhe tenha dado um pontapé", atirou.

Já Marc Marquez tem uma visão diferente sobre tudo o que se passou.

"É fácil de explicar e as imagens televisivas não mentem. Ele deu um pontapé no meu braço e mandou-me ao chão. Já tive muitas lutas e muitas corridas disputadas ao longo da minha carreira, mas nunca nada como isto. No futebol isto é cartão vermelho. Mas afinal de contas foi ele que acabou com 16 pontos e eu com zero. Foi uma agressão", disparou o maiorquino.

O GP da Malásia foi ganha por Daniel Pedrosa (Honda), com Jorge Lorenzo a conseguir o segundo posto à frente do seu companheiro de equipa da Yamaha, Valentino Rossi. Il Doctore tem apenas sete pontos de vantagem sobre Lorenzo, quando falta apenas uma corrida.

Para vencer o Mundial, Rossi tem de ser, no mínimo, terceiro na deradeira prova, caso Lorenzo seja primeiro.

Veja o vídeo!

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.