A portuguesa Susana Veiga mostrou-se hoje “superfeliz” com a conquista da prata nos Mundiais de natação adaptada, que decorreram no Funchal, lamentando apenas que a prova dos 50 metros livres S9 não integre o programa paralímpico.

“Estou superfeliz, renovei o título de vice-campeã mundial, gosto muito da prata. Agora vou de férias”, disse Susana Veiga, após a “revalidar” a prata conseguida nos Mundais de 2019 nos 50 metros livres S9.

A nadadora do Clube Vasco da Gama, que é campeã e recordista europeia da distância, admitiu que precisou de gerir bem a ansiedade para disputar a sua prova de eleição no último dia de competição.

“Deixar os 50 livres para o último dia deixa-me sempre com muita ansiedade, felizmente consegui dar a volta e usar a ansiedade pelo lado positivo”, afirmou.

Susana Veiga, que tem um encurtamento do fémur e falta de mobilidade na perna direita, lamentou apenas que a sua prova de eleição, os 50 metros livres, não integre o calendário dos Jogos Paralímpicos.

“Tenho pena que esta prova não se dispute nos Jogos, esta é a prova que mais gosto de nadar”, disse Susana Veiga, que dedicou a medalha à família e ao treinador, Nuno Quintanilha.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.