O surfista português Miguel Blanco admitiu hoje que não tomou as melhores decisões frente o australiano Owen Wright, que acabaram por ditar a eliminação do Meo Rip Curl Pro Portugal, 10.ª e penúltima etapa do circuito mundial.

Após perder o duelo para o australiano na segunda bateria da segunda ronda, o 102.º do circuito de qualificação resumiu os 30 minutos em que esteve dentro de água, considerando ainda que a falta de experiência também pesou no afastamento da prova.

“Ele [Owen Wright] ganhou-me ali numa onda em que perdi prioridade que não devia ter perdido, devia ter ficado ao pé dele. Faltou um bocadinho de experiência, faltou mais seleção na prioridade e na escolha de ondas. Agora é seguir em frente e ir para o QS [circuito de qualificação]”, lamentou o surfista convidado.

Ainda assim, Blanco reconheceu que a eliminação do campeonato na praia de Supertubos “serve de aprendizagem” e considera que “a competir com os melhores surfistas é que se pode tornar igual a eles”.

O período de espera do Meo Rip Curl Pro Portugal prolonga-se até 27 de outubro, na praia de Supertubos, em Peniche.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.