Marcos Freitas assumiu hoje a “frustração” pela perda da medalha de bronze para a França na competição de equipas de ténis de mesa dos Jogos Europeus, considerando que Portugal esteve perto de contrariar o favoritismo adversário.

“Estamos frustrados, como é obvio. O objetivo era chegar ao pódio. Começámos bem, a ganhar à Roménia nos quartos de final. Nas meias-finais todas as equipas eram muito fortes. Alemanha, França e Suécia lutam pelo primeiro lugar do pódio em Jogos Olímpicos. Sabíamos que ia ser muito difícil. Ontem demos tudo com a Alemanha, mas não correu muito bem. Hoje, voltámos a entregar-nos a 100%” disse, à Lusa.

Portugal chegou a estar a ganhar por 2-1, após os triunfos de Marcos Freitas e Tiago a Apolónia nos pares e deste último no primeiro desafio de singulares, mas depois perdeu os restantes jogos individuais, cedendo por 3-2.

“Penso que estivemos muito perto de vencer. Tive chances de ganhar o terceiro set e ficar a ganhar 2-1 [no quarto jogo], mas não consegui aproveitar na fase final. Este último jogo do João Geraldes não correu muito bem, mas estava ao alcance dele”, analisou.

Marcos Freitas destacou o “esforço, dedicação e empenho” do trio, considerando que, apesar de tudo, “o quarto lugar não é mau”: “Queríamos mais, mas não é mau. Conseguimos arrecadar alguns pontos para o ranking mundial”.

O atleta madeirense, de 35 anos, deu os “parabéns à França, que jogou muito bem”, destacando a sua “equipa jovem e muito forte”, na qual se destacam os irmãos Felix e Alexis Lebrun, de 16 e 19 anos, também medalhas de ouro e bronze na competição individual, respetivamente.

“Nós, é continuar a treinar e a evoluir para estarmos bem nas próximas provas de equipas para nos apurarmos para os Jogos Olímpicos”, disse, referindo-se aos mundiais de fevereiro, em Busan, na Coreia do Sul, nos quais tudo se decide.

Portugal soma 14 pódios em Cracóvia2023, com os três ouros, as sete pratas e os quatro bronzes já conquistados.

A terceira edição dos Jogos Europeus decorre até domingo em Cracóvia e na região polaca de Malopolska, com 30 modalidades no programa e 48 países participantes, incluindo Portugal, com uma delegação com mais de duas centenas de atletas.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.