O Mundial de ténis de mesa não vai contar com dois finalistas chineses na competição individual masculina pela primeira vez em 16 anos, com a eliminação de Xu Xin, hoje nos 16 avos de final da prova.

Xu Xin, segundo do ‘ranking’ mundial, foi derrotado pelo francês Simon Gauzy, 34.º da hierarquia, e deixou uma metade do quadro do torneio sem representantes chineses, o que não acontecia desde 2003.

“Uma das maiores supresas de todos os tempos”, referiu a Federação Internacional de Ténis de Mesa (ITTF), após a vitória de Gauzy, vice-campeão europeu em 2016, por 11-8, 6-11, 11-13, 11-6, 11-9 e 11-9.

Em 2003, o austríaco Werner Schlager sagrou-se campeão do mundo, ao vencer na final o sul-coreano Joo Se-hyuk, na última final sem dois jogadores chineses.

Na outra metade do quadro competitivo, quatro chineses avançaram para os oitavos de final, com a surpreendente eliminação de Fang Zhendong, número um do mundo, fretne ao compatriota Liang Jingkun, nono da hierarquia.

Os portugueses Marcos Freitas e Tiago Apolónia foram eliminados na terceira ronda.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.