A portuguesa Shao Jieni perdeu hoje nas meias-finais da qualificação europeia feminina de ténis de mesa para os Jogos Olímpicos Tóquio2020 perante a francesa Jia Nan Yuan, por 4-2, mas ainda se pode apurar.

A atleta lusa, número 63 do ‘ranking’ mundial, esteve a vencer por 2-1, após três parciais em que cometeu menos erros, mas foi incapaz de conter o jogo veloz da oponente, 101.ª, nos três parciais seguintes, que venceu, selando assim a qualificação por 4-2 (7-11, 11-8, 7-11, 11-5, 11-5 e 11-8).

Após novo desaire frente à gaulesa, que já a derrotara em janeiro de 2020, no apuramento olímpico de equipas femininas, em Gondomar, por 3-2, Shao Jieni vai disputar a terceira e última ronda de qualificação para os Jogos Olímpicos, com 32 atletas, hoje e domingo, novamente no Pavilhão multiusos de Guimarães.

A jogadora, de 27 anos, tem de chegar à final para repetir a presença olímpica de 2016, no Rio de Janeiro, e juntar-se ao contingente luso apurado, formado por Marcos Freitas, Tiago Apolónia e João Monteiro, em masculinos, e por Fu Yu, em femininos.

Shao Jieni comandou o primeiro parcial do início ao fim, alargando a vantagem mínima de 4-3 para 8-3, em quatro pontos nos quais Jia Nan Yuan cometeu mais erros, enviando três bolas para fora, e selou a vitória por 11-7 com uma pancada fora do alcance da oponente, mesmo forçada a jogar longe da mesa.

Depois de um segundo parcial mais equilibrado, com a francesa, mais ofensiva, a ditar quase sempre o ritmo das trocas de bola e a impor-se na fase decisiva para igualar o marcador, com 11-8, a portuguesa reassumiu o controlo do encontro no terceiro parcial, tendo estado a vencer por 9-2, antes de o fechar por 11-7.

A jogadora lusa esteve a vencer por 4-1 no arranque do quarto parcial, mas revelou crescentes dificuldades para aguentar o ritmo de jogo e viu a oponente, de 35 anos, fazer o 2-2, após uma série de oito pontos consecutivos, que transformou uma desvantagem de 5-3 num 11-5.

Nos últimos dois parciais, Shao Jieni pareceu sempre arredada da discussão do encontro, já que Jia Nan Yuan reduziu o número de bolas diretamente enviadas para fora, ao mesmo tempo que impunha uma toada muito rápida.

No último parcial, Shao Jieni ainda encurtou uma desvantagem de 8-3 para 9-7, mas já não conseguiu levar o encontro para um sétimo parcial.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.