Eliminado do Estoril Open na primeira ronda, Frederico Gil considerou que a sua derrota prematura no torneio se deveu aos sucessivos erros frente ao alemão Bjorn Phau, e garantiu que a derrota nada teve a ver com uma lesão no braço que o tem condicionado.

«O braço está bem melhor. Estas últimas semanas treinei sem dores no cotovelo. Ainda tenho o músculo do antebraço dorido mas não me afetou de maneira nenhuma o jogo», começou por dizer Frederico Gil na conferência de imprensa.

«Acabei por cometer muitos erros, podia ter conseguido jogar mais sólido. Estou a fazer mais erros, tenho de procurar a base mais consistente que tenho, se não, são muitos erros e acabo por oferecer muitos pontos», acrescentou o tenista português.

Depois de sete presenças no torneio, Frederico Gil voltou a ser eliminado na primeira ronda, algo que deixou o tenista «triste».

«Saio triste, porque é um torneio especial. Independentemente disso é um torneio em que perdi na primeira ronda, por isso amanhã a vida continua», confessou Frederico Gil.

«Tenho 300 e tal pontos, nunca cheguei ao Estoril Open com tantos pontos. Agora é recuperar o braço e fazer uma boa época. Sinto que estou a fazer uma boa época, mais regular», completou.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.