O tenista espanhol Carlos Alcaraz venceu hoje pela primeira vez o compatriota Rafael Nadal, em três ‘sets’, e apurou-se para as meias-finais do Masters 1.000 de Madrid, onde vai defrontar o sérvio Novak Djokovic.

O atual nono colocado da hierarquia ATP – na próxima semana deverá subir, pelo menos, a sétimo -, precisou de duas horas e 17 minutos para imperar sobre o quarto posicionado, por 6-2, 1-6, 6-3, na terra batida da capital espanhola.

Nas meias-finais, Alcaraz vai lutar por um lugar na grande final com o líder do ‘ranking’, o sérvio Novak Djokovic.

Após a surpreendente vitória, Alcaraz confessou que valeu a pena “trabalhar duro para derrotar o melhor da história na terra batida".

“Significa muito para mim [este triunfo]. Todo o trabalho duro que fiz todos os dias valeu a pena hoje. Vencer o Rafa, vencer o melhor jogador da história na terra [batida], significa muito para mim”, comentou o jovem espanhol, de 19 anos.

Por sua vez, Nadal, que voltou à competição na 'Caja Magica' após seis semanas afastado devido a uma fratura de stress numa costela, admitiu que este torneio “não era o ideal” para o regresso, confessando que a sua ideia passava pelo Estoril Open, disputado na passada semana.

“Voltar neste torneio não é o ideal. Estas são as condições mais diferentes de Roland Garros que temos nesta temporada de terra [batida]. Queria voltar no Estoril Open, mas não estava preparado e não quis arriscar”, contou.

Este desaire para o tenista maiorquino acontece a poucas semanas de disputar Roland Garros, segundo ‘major’ da temporada, que decorrerá entre 22 de maio e 05 de junho e do qual é o recordista de triunfos, com 13 títulos.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.