«Estou muito feliz por ter conseguido este troféu. Foi o meu terceiro encontro a começar assim [a ser quebrada nos primeiros jogos], mas depois acabei por dar a volta». Foi desta forma que Anastasia Pavlyuchenkova comentou o seu triunfo na 24ª edição do Portugal Open em ténis, depois de bater na final do torneio a espanhola Carla Suarez Navarro em dois sets, com os parciais de 7-5 e 6-2, em 1:35 horas.

Sobre as dificuldades no primeiro parcial, a tenista russa atribuiu essa situação ao mérito da adversária: «Ela colocou o jogo muito rápido, mas tentei jogar o meu jogo. Vi que a Carla estava a jogar bem. Tentei esperar pelo momento certo e quebrar. Lutei por cada ponto».

No final do encontro, a jovem russa recebeu os parabéns da treinadora e antiga rainha do circuito, Martina Hingis. «Ela ficou contente por mim e deu-me os parabéns. A meio do encontro deu-me apoio mental e disse-me para ficar mais agressiva», sublinhou.

Anastasia Pavlyuchenkova, número 19 do "ranking" mundial, sucedeu assim na galeria de campeãs do Portugal Open à estoniana Kaia Kanepi, e manifestou a sua esperança de voltar para o ano.

«Gostei muito do torneio e espero voltar no próximo ano», sentenciou.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.