Por cinco vezes, Ana Ivanovic esteve a um ponto de obter uma vitória inédita sobre Kim Clijsters, mas a sérvia não conseguiu dar a estocada final foi a número dois do ranking que sorriu no fim do encontro dos oitavos-de-final do Sony Ericsson Open, que se disputa em Miami. Ivanovic chegou a liderar o terceiro set por 5-1, mas ao falhar os cinco match-points, contribuiu para a recuperação de Clijsters, que encerrou com os parciais de 7-6 (7/4), 3-6 e 7-6 (7/5).

«Ana teve hesitações no momento de concluir e deixou-me oportunidades para voltar ao jogo. Eu soube manter-me no encontro sem fazer demasiados erros e sem jogar menos, soube não entrar em pânico e concentrar-me em cada ponto, cada jogo, até inverter a situação», disse Clijsters, que, hoje, terá como adversária nos quartos-de-final, a bielorrussa Victoria Azarenka.

Nas meias-finais, estão já Andrea Petkovic e Maria Sharapova. Depois de eliminar a líder do ranking, Petkovic, bateu a ex-número um Jelena Jankovic, por 2-6, 6-2 e 6-4. O encontro foi interrompido pela chuva quando Jankovic comandava o set inicial por 5-2. Mas a alemã soube aproveitar o intervalo para fazer algumas correcções para nivelar o encontro e garantir a passagem à fase seguinte, onde vai defrontar Sharapova. A russa comprometeu o seu objectivo de derrotar a romena Alexandra Dulgheru, ao somar 86 erros directos (dos quais 17 duplas-faltas). Mas mesmo assim, Sharapova soube encontrar o caminho da vitória, selada ao fim de três horas e meia, com os parciais de 3-6, 7-6 (8/6) e 7-6 (7/5).

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.