As fases finais da Taça Davis e da Fed Cup foram reagendadas para 2021, devido a “desafios significativos” motivados pela pandemia de covid-19, anunciaram hoje a Federação Internacional de Ténis (ITF) e os organizadores.

O título da Taça Davis será discutido na semana com início em 22 de novembro de 2021, em Madrid, pelas 18 seleções que deveriam disputar este ano a prova, enquanto os encontros do Grupo Mundial (I e II), previstos para setembro de 2020, foram adiados para março ou setembro do próximo ano.

A prova feminina de seleções, que deveria ter-se disputado entre 14 e 19 abril deste ano, mas foi adiada devido à pandemia, sem data marcada, foi agora agendada para idêntico período em 2021, entre 13 e 18 de abril, mantendo-se em Budapeste.

A ITF e os organizadores da Taça Davis consideraram que existem “desafios significativos a nível logístico e legal” impedem a realização de um “evento de larga escala em recintos fechados”, como os que estavam previstos para as capitais espanhola e húngara.

A pandemia de covid-19 já provocou quase 487 mil mortos e infetou mais de 9,6 milhões de pessoas em 196 países e territórios, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.