A Federação Portuguesa de Ténis (FPT) vai organizar dois torneios do ATP Challenger Tour, de categoria 50, nos ‘courts’ de terra batida do Complexo Desportivo do Jamor, em Oeiras, confirmou hoje à Lusa o presidente Vasco Costa.

“A ATP criou esta nova categoria 50, que já estava em discussão há algum tempo e só não foi colocada em prática no ano passado devido à pandemia, e, como ficou muito contente com a nossa organização no Challenger da Maia e do Lisboa Belém Open, lançou-nos o desafio, apoiando fortemente os dois torneios”, disse o dirigente, em declarações à Lusa.

Além do aliciante apoio financeiro e da possibilidade de ajudar a diminuir o ‘fosso’ entre os torneios ITF e os Challenger 80, Vasco Costa diz ter a FPT considerado ser “uma boa oportunidade” para apoiar os jogadores portugueses na transição para um nível mais elevado.

“Temos vários jogadores que se encaixam perfeitamente neste nível de torneios, o que nos levou também a avançar, além dos apoios da ATP, que são muito grandes. Esperamos ter quase todos os portugueses a disputar os dois torneios, com exceção do João Sousa. No ano passado, repare-se, tivemos um português [Pedro Sousa] a vencer na Maia e um português finalista no Lisboa Belém Open [Pedro Sousa]”, defendeu.

De acordo com a atualização do calendário divulgada hoje pelo ATP Challenger Tour, o primeiro torneio português terá lugar entre 29 de março e 04 de abril e o segundo decorrerá de 05 a 11 de abril, ambos nos ‘courts’ do Jamor e, cada um, dotado de 31.440 euros em prémios.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.