O tenista espanhol David Ferrer, número quatro mundial, tenta hoje imitar os seus ídolos na final do 24.º Portugal Open frente ao suíço Stanislas Wawrinka, segundo cabeça de série, e tornar-se no mais velho vencedor de sempre.
O primeiro pré-designado, presente pela primeira vez na final do maior torneio português, vai procurar seguir os passos dos “conterrâneos” Emilio Sanchez, Sergi Bruguera, Carlos Costa, Alex Corretja, Alberto Berasategui, Albert Costa, Carlos Moya, Juan Carlos Ferrero e Albert Montanes e suceder no palmarés ao duplo vencedor Juan Martin del Potro.
Caso o consiga, Ferrer, de 31 anos, tornar-se-á o mais velho tenista de sempre a vencer o Portugal Open, anteriormente designado Estoril Open, nas suas 24 edições.
Pela frente, o espanhol terá o suíço Stanlislas Wawrinka, semifinalista no ano passado e finalista derrotado pelo número quatro do mundo este ano em Buenos Aires.
No histórico dos confrontos diretos, o espanhol já venceu sete dos dez embates, com uma vantagem de 5-1 nos frente a frente em terra batida.
Para Ferrer, será a 28.ª final que disputa na carreira, procurando o 21.º título para o palmarés, o 11.º em pó de tijolo, enquanto Wawrinka disputará o 11.º confronto para um título.
Nos registos do suíço figuram apenas três troféus, só um na mesma superfície do Portugal Open, na edição de 2010 do torneio marroquino de Casablanca.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.