Dois dias depois de ganhar a ronda inicial, Frederico Gil (100.º ATP) regressou à acção no BRD Nastase Tiriac Trophy, torneio da categoria 250 do ATP World Tour. Diante do italiano Alessandro Giannessi (183.º) – a quem venceu, duas semanas antes, em Génova –, Gil comprovou os progressos do esquerdino de 20 anos, que acabou por superiorizar-se ao fim de duas horas e 25 minutos 7-6 (7/2), 0-6 e 6-3.

Depois de assegurarem os serviços, uma série de quatro breaks foi interrompida com um jogo em branco de Gil que passou a liderar por 4-3. Mas seria na lotaria do “tie-break” que o set inicial se decidiria. Gil entrou melhor no segundo set, com breaks no primeiro e terceiro jogos, para chegar a 4-0, uma vantagem que geriu com facilidade.

No set decisivo, o tenista luso teve dois break-points para 2-1, mas foi Giannessi a “quebrar” no sexto jogo, na única oportunidade de que dispôs em toda a partida, e chegar a 5-2. No nono jogo, Gil ainda teve um “break-point”, mas o italiano salvou-o com um grande primeiro serviço, antes de concluir a partida no segundo “match-point”.

«Ele está a atravessar uma boa fase, está a jogar com grande confiança, sólido, com um bom serviço e uma boa direita. Mas era um jogo para ganhar e ficou-me atravessado. Houve duas fases cruciais: no início do encontro e no início do terceiro set, em que devia pressionar mais. Ainda para mais, depois de ele entregar o segundo set, senti que estava fisicamente desgastado», disse Gil, que vai viajar directamente de Bucareste para Nápoles, onde vai disputar um “challenger”.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.